domingo, 17 janeiro , 2021

Suposta inalação de gás tóxico em galeria da Copasa mata 2 funcionários

192
© Resgate Voluntário Estrada Real/Divulgação Dois homens morreram após %u2018supostamente%u2019 inalar gás tóxico dentro de uma galeria subterrânea na qual faziam manutenção na manhã desta quarta-feira (25).

Agnaldo Magalhães Viegas, de 56 anos, e Félix Mendes Manis, de 39, foram encontrados desacordados dentro da galeria, receberam os primeiros socorros ainda no local, mas chegaram sem vida ao hospital.  A Polícia Militar trabalha com a hipótese de acidente e acredita que eles teriam inalado algum tipo de gás tóxico.

O Resgate Emergencial Voluntário Estrada Real (Rever), que faz o atendimento móvel de urgência na região, foi acionado e, segundo o presidente do Rever, Givaldo Oliveira da Silva, os rapazes foram encontrados desacordados. “A Guarda Municipal nos solicitou e chegamos ao local e encontramos as duas vítimas caídas desacordadas caídas dentro da galeria, em um espaço confinado. O que nos passaram é que o senhor Agnaldo foi fazer uma manutenção dentro dessa galeria e passou mal, provavelmente por causa do gás. E o segundo rapaz, o Félix, tentou entrar para ajudar e passou mal também.” O resgate fez os primeiros socorros no local e levou os dois homens para o Hospital Nossa Senhora das Mercês, em Santa Bárbara, onde já chegaram sem sinais vitais. Os socorristas também passaram por atendimento médico para averiguar se estavam bem por terem inalado o gás no momento do resgate.  Em nota, a Copasa disse que está apurando as circunstâncias da tragédia. “A Copasa informa que apura as circunstâncias em que dois de seus funcionários vieram a óbito na data de hoje, 25 de novembro. A evolução da apuração, tão breve quanto possível, será divulgada. A Copasa presta todo apoio às famílias de seus funcionários por meio do Serviço Social da Companhia e apresenta a elas o seu profundo pesar”, diz a nota.

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar