MEU KANTINHO 2020

186

Começamos um novo ano! E na oportunidade desejamos a  todos os nossos leitores e amigos, um SANTO, FELIZ E PRÓSPERO ANO NOVO!

Estamos vivendo 2020! E como sempre, aguardando dias melhores. Que assim seja!

De verdade que precisamos de dias melhores, mas isso não depende também de nossas ações para isso?

Quisera estar conectado com o futuro, para poder ver e escrever o que teremos ante nossos sonhos e nossas esperanças. Mas isso, nem mesmos os videntes podem prever com exatidão, pois a maioria dessas previsões ou são coincidências ou consequências. Não acredito em videntes, em tarôs, em horóscopos, cartas, ou outras tantas “magias” dessa área.

Acredito na força do pensamento positivo, em previsões sobre e o quê e o porquê de uma ação. Não num destino abstrato sobre o futuro, mas acredito no destino do que está sendo feito por se faz direcionando.

Uma boa ação levará a um destino promissor, benéfico ou produtivo; uma má ação naturalmente a um destino nada auspicioso. Essa é a lei natural, ou então por uma providência.

Assim sendo, penso eu, podemos ter um ano com melhores ou piores dias. Nossas ações, serão as providências para o destino deste novo ano.

A começar por ser um ano eleitoral, muitas mudanças estarão acontecendo. Ao analisarmos cada uma delas, poderemos prever no que resultarão. Exemplos positivos e negativos temos visto em anos passados e alguns ainda permanecendo.

Eleger gestores não depende só de amizade, pois eleito se for, não poderá “se acorrentar” a esse sentimento em detrimento de outros; não depende de “vantagens” oferecidas, pois se eleito for, aí sim, ficará “vinculado” a quem ofereceu; não dependerá de “acordos”, pois só resultarão em prejuízos à comunidade.

Enfim, também pensamento meu, eleger gestores, depende sim do bom senso, da análise, da personalidade correta, justa e humana de cada um que pleitear o comando.

Ser gestor, é ter o nome gravado na história de seu país, estado ou município. Esse nome, será apreciado pelo povo e será comentado sobre suas ações em seus mandatos.

E como serão esses comentários?

Um gestor é investido de um poder dado pelo povo e seu governo deverá ser do povo, pelo povo e para o povo e não fracionado entre poucos em prejuízo de muitos.

De suas ações, portanto, poderemos prever como serão avaliados pelo povo que a ele depositou confiança.

Vivemos um tempo onde os valores morais parecem ter sido esquecidos, tantas são as más ações e canalhices de gestores quer seja nos setores públicos, organizações sociais, de serviço, de ongs e até de órgãos beneficentes.

Somos um país miscigenado e talvez por isso não se vê ou pouco se vê patriotismo, civismo, decência, honra, humanismo? Não sei. Só sei que um país onde a educação e ineficiente, mesmo estando num século prenhe de novas e avançadas tecnologias, nossos jovens, sem aquela educação de ontem – vejam só, a de ontem – e seguindo orientações permanentes e prenhes também de ideologismo negativo de hoje, e que naturalmente serão futuros gestores, vão  dar o quê de positivo, de altruísmo, de produtivismo acadêmico ou físico-social às futuras gerações?

Portanto, ainda pensamento meu, queria como já disse, estar conectado ao futuro, para saber.

Nossa Iturama futura, vai depender de ter, como canta Roberto Carlos, “belos dias”, somente de nossas ações!

Vamos aguardar e que Deus nos abençoe neste Ano Novo, pleno de perspectivas!

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar