Tem lâmpada queimada na sua rua?

503

Essa é a pergunta que a prefeitura faz, através de empresa terceirizada, para dar manutenção à iluminação pública da cidade.

Apesar disso, apesar de dar os nºs de telefone para reclamações, quando houver, a resposta é sempre negativa, sob a alegação de que “a empresa está sem receber há dois meses da Prefeitura” e por isso não dá a manutenção devida, ficando os moradores em escuridão e riscos consequentes.

Muito educadamente a empresa responsável justificou o não procedimento em caso de trocas de lâmpadas (menos em postes frente a terrenos vagos), o que não justifica considerando que o perigo está na falta de iluminação das ruas e não só nos locais onde os terrenos são vagos.

Por outro lado, a empresa em cláusula inteligente que deve ter colocado no contrato, só se obriga a dar manutenção na iluminação pública se o pagamento pela prefeitura estiver em dia. Quer dizer: Mesmo sob contrato ela não se obriga a nada se não receber. O jurídico da prefeitura, não deve ter observado isso, porque pagamentos, seja de onde for, são passíveis de atraso e a população obrigada por lei, faz os pagamentos devidos e nas condições atuais, paga sem retorno, como é o caso do IPTU.

E, ainda: em condições normais o prazo para atendimento às reclamações é de 7 dias úteis. A população que espere!

Continua depois da publicidade. Se a imagem não aparecer clique o botão direito e clique em Inspecionar.

Essa é a pergunta que a prefeitura faz, através de empresa terceirizada, para dar manutenção à iluminação pública da cidade.

Apesar disso, apesar de dar os nºs de telefone para reclamações, quando houver, a resposta é sempre negativa, sob a alegação de que “a empresa está sem receber há dois meses da Prefeitura” e por isso não dão a manutenção devida, ficando os moradores em escuridão e riscos consequentes.

Muito educamente a empresa responsável justificou o não procedimento em caso de trocas de lâmpadas (menos em postes frente a terrenos vagos), o que não justifica considerando que o perigo está na falta de iluminação das ruas e não só nos locais onde os terrenos são vagos.

Por outro lado, a empresa em cláusula inteligente que deve ter colocado no contrato, só se obriga a dar manutenção na iluminação pública se o pagamento pela prefeitura estiver em dia. Quer dizer: Mesmo sob contrato ela não se obriga a nada se não receber. O jurídico da prefeitura, não deve ter observado isso, porque pagamentos, seja de onde for, são passíveis de atraso e a população obrigada por lei, faz os pagamentos devidos e nas condições atuais, paga sem retorno, como é o caso do IPTU.

E, ainda: em condições normais o prazo para atendimento às reclamações é de 7 dias úteis. A população que espere!

É normal isso? O que acontece que a Prefeitura não honra seus compromissos? Não é só a empresa responsável pela iluminação pública que queixa sobre atrasos de pagamentos. Quando se vê na Câmara Municipal, pedidos e reivindicações até oficiais para providências sobre isso, só se houve que “vamos estudar o assunto “vamos providenciar”; vamos nos reunir com o prefeito”; “podem contar com todos nós vereadores”, e nada feito, pelo menos até agora.

Os impostos são recolhidos e por que o dinheiro não é visto em obras, em manutenção, em educação, em transporte e agora também em iluminação?

A população reclama, nós reportamos e ninguém dá um mínimo de satisfação ou tomam alguma providência. Qual será o fim disso?

Se o Executivo não age como devia agir; se o Legislativo não se importa em fiscalizar e trabalhar pelo bem-estar do povo e desenvolvimento do município, resta recorrer a quem? Ao Ministério Público ou a manifestações populares?

Iturama, a cidade considerada “Pérola do Pontal”; “Onde o futuro é presente” e agora “Feliz de quem vive aqui”, não merece estar na condição que está, ou seja: Não mais a Pérola do Pontal, não mais a presença do futuro, e não mais feliz por viver aqui.

Que os Poderes Executivo e Legislativo Municipais, desenvolvam ações meritórias e reencaminhem Iturama ao seu lugar de destaque que conseguiu: O pódio do progresso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É normal isso? O que acontece que a Prefeitura não honra seus compromissos? Não é só a empresa responsável pela iluminação pública que queixa sobre atrasos de pagamentos. Quando se vê na Câmara Municipal, pedidos e reivindicações até oficiais para providências sobre isso, só se houve que “vamos estudar o assunto “vamos providenciar”; vamos nos reunir com o prefeito”; “podem contar com todos nós vereadores”, e nada feito, pelo menos até agora.

Os impostos são recolhidos e por que o dinheiro não é visto em obras, em manutenção, em educação, em transporte e agora também em iluminação?

A população reclama, nós reportamos e ninguém dá um mínimo de satisfação ou tomam alguma providência. Qual será o fim disso?

Se o Executivo não age como devia agir; se o Legislativo não se importa em fiscalizar e trabalhar pelo bem-estar do povo e desenvolvimento do município, resta recorrer a quem? Ao Ministério Público ou a manifestações populares?

Iturama, a cidade considerada “Pérola do Pontal”; “Onde o futuro é presente” e agora “Feliz de quem vive aqui”, não merece estar na condição que está, ou seja: Não mais a Pérola do Pontal, não mais a presença do futuro, e não mais feliz por viver aqui.

Que os Poderes Executivo e Legislativo Municipais, desenvolvam ações meritórias e reencaminhem Iturama ao seu lugar de destaque que conseguiu: O pódio do progresso!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar