Meu Kantinho

394

Será que me enganei de novo?

Não é fácil “ganhar” uma eleição. Digo ganhar no sentido de ver esperanças realizadas ou caminhos que levam a realização.

Já se vão 4 meses de governo Bolsonaro e o que vi até agora (a meu pensar), só controvérsias. Um vai e vem de atitudes; um vai e vem de medidas; um vai e vem de determinações; um manda-interferência-palpite e radicalização de filho que devia ficar no seu lugar, porque presidência não é como estar em família e filho querer “orientar” o pai. Ele só é um vereador e não um Conselheiro. Por mais que tenha feito para eleger o pai, isso não justifica sua interferência. Na Câmara de Vereadores do Rio ele deve ter mais o que fazer. Lá é o lugar onde ele pode indicar, justificar, opinar…

Na Educação a polêmica do entra e sai, na Saúde não se viu melhora; na Segurança muito menos. Pelo contrário, a violência aumentou como se fosse um desafio às autoridades do setor.

Politicamente, não vi progresso. É a Reforma da Previdência motivando “guerra” entre direita e esquerda. O PIB em baixa. A credibilidade do governo oscilando, a meu ver, perigosamente, pois as derrotas se apresentam e a esquerda cresce em seu objetivo maior: Novamente ter o Poder e Dominar!

Os discursos, se percebe, são vazios. São prenhes de “justificativas” e a Imprensa, a grande imprensa, sempre favorecida anteriormente, aproveita as dicas para influenciar a massa.

As pesquisas divulgadas mostram insatisfação crescente ao governo. É de se pensar se essas pesquisas feitas em municípios, em estados, foram com pessoas isentas de partidarismo, ou se só em núcleos de esquerda? Afinal, pesquisas são “moldáveis”. Mas mesmo não dando muito crédito a elas, não deixam de influenciar e por tal, são perigosas indutoras.

A escolha dos Ministros da Economia Paulo Guedes, da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, soaram aos meus ouvidos como sendo arautos da esperança. Mas… o que aconteceu de novo? Cortar alguns privilégios? E o PIB? E a Segurança? Qual o impacto de avanço?

O Poder Judiciário, pelo que se vê e lê nos noticiários, também não está em boa cotação.

Entendo que Bolsonaro, como militar, mesmo aposentado, tem sua formação disciplinar e de amor ao direito, à Justiça e à verdade aliada a boa vontade de fazer. Seus anos de mandato como deputado, deveria ter-lhe dado mais preparo político em termos de governabilidade. Mas parece que não, tantas são as incertezas, as idas e voltas, as conversas, as “piadas”.

Onix por sua vez, embora tendo boa vontade, tenta “explicar” para salvaguardar situações ou os “mal entendidos”.

Portanto, sem ter a pretensão de douto em política e para não prolongar mais, e por ter me enganado algumas vezes com eleitos, eu me pergunto:

– Será que me enganei de novo?

 

 

 

 

 

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar