Você viram?

De tanto ouvir comentários, críticas, pedidos populares e reivindicações legislativas, deram início ao programa “tapa buracos” na cidade. Em alguns locais, o sistema não vai adiantar, pois seria o caso de recapear. Mas, diante da situação calamitosa em que se encontra a PM, o jeito foi remediar tampando buracos. Vamos ver isso na cidade inteira? Vai tempo hem?

Reivindicação ou apologia política?

Os vereadores que me desculpem, mas nessa Casa de Leis, não é lugar para se fazer apologia política evidenciando possível candidatura a reeleição. E foi isso que aconteceu na reunião do dia 11 na Câmara. O já usuário da Tribuna Livre não fez as reivindicações que queria, mas só elogiou. Deu impressão até que foi programado para isso. Será?

Cumprir ou parabenizar?

O pagamento de anuênios aos funcionários, desde que aprovado, como foi, não seria dever do Executivo cumprir o acordo?

Me dá um dinheiro aí!

Como não foi suficiente a aprovação anterior de 15%, o prefeito mandou à Câmara, projeto, pedindo aprovação de 30% para “a busca de aprimoramento de procedimentos”, “dentro das diversas situações que possam surgir no decorrer do exercício”, que foi aprovado pela maioria dos vereadores, da base do prefeito. Aí perguntaram: “-Se é para situações que possam surgir, porque não esperar para ver se surgem?” Responder o que? Não sei! Eles é que sabem! Quanto dá 30%?

 E por falar em pergunta, pedimos mas não conseguimos

Para responder às muitas perguntas feitas por populares, foi solicitado ao prefeito, via intermediário, entrevista para esclarecimento de diversas dúvidas, opiniões, pareceres, críticas etc. Não conseguimos! Ou melhor nem respostas tivemos. E quais seriam as perguntas? Simples assim:

“01 – Sr. Prefeito, estamos no 3º ano de seu mandato e já se observa trabalhos visando a próxima eleição municipal. O senhor poderia nos dizer quais as perspectivas ou planos a serem executados em 2019? O Senhor pretende se candidatar a reeleição?

02 -Ao que o senhor atribui esses comentários positivos e negativos em conversas populares e nas redes sociais?

03 – Quais as obras em execução, executadas e planejadas para o ano em curso?

04 – Oque dizer sobre a Saúde, Educação, transporte escolar e transporte da saúde?

05 – As queixas sobre o não pagamento principalmente de funcionários demitidos. Por que ainda não foi feito esse pagamento?”

Eram só essas perguntas simples. Mas não conseguimos a entrevista. E com isso permanece a dúvida…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar