Alô Cemig, Alô Prefeitura, Alô pra mais alguém…

398

FALAR E RECLAMAR COM QUEM? CEMIG? Prefeitura? Ou com quem?
As lâmpadas dos postes da Rua 27 de Dezembro entre as avenidas Belo Horizonte e Campina Verde (além de outras) não param acesas! É um acende e apaga a todo instante e os moradores ficam em luz e escuridão intermitente.
O problema vem acontecendo já por meses e apesar de já haver reclamações ninguém veio providenciar nada. Afinal, os impostos são pagos e o retorno não vem?

Campina Verde em foco: “A farra das diárias”
Para acabar com a “Farra das diárias”, hoje de manhã (15/03) a reportagem “Chumbo Grosso” da TV Vitoriosa, esteve na Câmara Municipal, para reportar sobre a “Farra das Diárias”, que teve um gasto com diárias em valor que ultrapassa os R$315 mil, no período de 2017/2018. Essas despesas com diárias são atribuídas a cinco vereadores daquela cidade. Pelo mesmo motivo, o MP da cidade apreendeu em 2014, uma série de documentos para melhor investigação sobre o fato, conforme noticiou Pontal Notícias, órgão informativo de Campina Verde.

Como desviar de tantos buracos?
Um morador, de uma das ruas da cidade, disse que vai se matricular numa aula de game automobilístico para aprender como desviar dos buracos nas ruas, principalmente na sua, onde os buracos pequenos, em solidariedade, se juntam aos buracos maiores, para ficar um só bem maior do que estava. E ao final faz a pergunta repetida por muitos: “A Prainha, foi reformada, reinaugurada, comemorada e festejada. Mas as ruas não!” Ele ainda pede desculpas a quem disse, mas não acredita que foi com recursos de comerciantes da cidade. “Qual o interesse do comerciante?” E termina: “Ai que vontade eu teria em dizer feliz de quem vive aqui”.

E falando nisso…
Alguém tem noticias de alguma prestação de contas do Festival de Música Sertaneja “Caiapó”, da reforma e reinauguração da Prainha? Nada foi visto a respeito. Se foi pelos comerciantes e industriários da cidade, uma auditoria pode verificar na contabilidade de cada um. Para o comerciante é interessante porque desconta no Imposto de Renda. Mas e se não foi por eles?
Já se viu muitos casos de se emprestar o nome como patrocinador e… não era. E daí?

E falando nisso 2…
Se houver interesse sobre a verdade, tem Grupos em Iturama que podem agir nesse sentido. Investigar os gastos municipais – se for o caso – não é só privilégio de vereadores. O povo também pode e é dever quando o legislativo não o faz.

E falando em Legislativo
Já houve alguma providência pelos vereadores com relação àquela denúncia feita por um vereador de Campina Verde, a respeito de suposta intenção de propina? Ainda não? Será por que não averiguaram ainda? Estranho, né?

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar