A reação se deu após o inesperado anúncio de participação brasileira na entrega da ajuda internacional prometida para o próximo sábado pelo presidente interino da Venezuela Juan Guaidó.

Os moradores da cidade venezuelana de Santa Elena, localizada a cerca de 15 quilômetros da fronteira com o estado de Roraima, se assustaram ao ver os blindados e soldados sendo deslocados para o batalhão militar mais próximo do território brasileiro. Fotos dos tanques enviados pelo ministro da Defesa, general Vladimir Padrino López, que nesta semana mais uma vez declarou sua lealdade a Maduro, circularam em grupos de WhatsApp de moradores da região.

 

 

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar