Felipe Demartini

Divulgação WhatsApp

Um novo golpe usa o nome da fabricante de material escolar e de escritório Tilibra para fazer vítimas por meio do WhatsApp. O método é o mesmo já utilizado em outras tentativas desse tipo, com os hackers aproveitando a volta às aulas para oferecer agendas gratuitas em troca da resposta a uma pesquisa e, claro, o compartilhamento com mais contatos para que a enganação possa seguir adiante e seja mais eficaz.

A mensagem utiliza até mesmo uma promoção vigente e real como forma de dificultar ainda mais sua identificação como um golpe. Uma vez que acessa o endereço, o usuário é motivado a responder três perguntas simples para depois, ganhar uma agenda, mas desde que envie a mesma mensagem a cinco contatos pelo WhatsApp. As respostas não importam e é desnecessário dizer que o brinde jamais é entregue, enquanto outras pessoas acabam se tornando vítimas em potencial.

A prática foi descoberta pela ESET, empresa especialista em segurança digital, e tem como objetivo obter rendimentos de publicidade a partir do redirecionamento de usuários para sites falsos, com propagandas controladas pelos golpistas. O link falso não pede cadastro ou informações pessoais dos usuários nem tenta realizar o download ou instalação de aplicativos no celular ou computador, o que não significa que o crime exija menos cautela.

Uma busca rápida, entretanto, é capaz de flagrar a existência de um golpe em andamento, não apenas pelas publicações na imprensa que seguem o alerta do ESET, mas também pela ULR usada pelos criminosos. O site beneficioliberado.online já apareceu em outros crimes digitais que prometiam, por exemplo, uma checagem na situação do PIS ou FGTS, além de outros programas de renda do governo. Empresas de material escolar como a Faber Castell e a Bic também já protagonizaram tentativas desse tipo.

Em comunicado, a Tilibra afirma “não ter como prática” a entrega de amostras grátis como as prometidas pelas mensagens nem autorizou sites de terceiros a realizarem promoções desse tipo. Ela lembra que ofertas dessa categoria sempre são divulgadas em seu site oficial e disse, ainda, que medidas legais estão sendo tomadas contra os responsáveis pelo golpe.

Golpe promete agendas de brinde e é compartilhado pelo WhatsApp (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)Golpe promete agendas de brinde e é compartilhado pelo WhatsApp (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Como sempre, a recomendação é para não clicar nos links que chegam pelo WhatsApp, mesmo que eles tenham sido enviados por contatos conhecidos. Esse é, justamente, o método usado para dar aparência de legitimidade ao golpe, uma artimanha das mais antigas. Caso se sinta inclinado a acreditar na promoção, preste atenção na URL indicada e, em vez de acessar o site a partir da mensagem, realize uma busca para localizar mais informações.

Além disso, o ideal é sempre ter soluções de segurança instaladas e atualizadas no computador, tablet ou smartphone. Jamais baixe aplicativos a partir de sites desse tipo e nunca instale soluções que prometam regalias desse tipo. Mais uma vez, a realização de uma busca, na maioria das vezes, é capaz de identificar rapidamente uma tentativa de golpe.

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar