O presidente Jair Bolsonaro (PSL) sentou em uma poltrona e fez fisioterapia respiratória e motora na tarde desta terça-feira (29), no Hospital Albert Einstein, segundo boletim médico divulgado pelo centro médico.

Bolsonaro foi operado na manhã de segunda-feira (28) para retirada da bolsa de colostomia. Foi feita também uma ligação entre o intestino delgado e parte do intestino grosso do presidente.

O presidente passou a maior parte do dia sentado, fez fisioterapia motora, “uma espécie de bicicleta com as pernas, ainda deitado na cama, e exercícios respiratórios”, segundo o porta-voz da Presidência, Coronel Rêgo Barros. Ele esteve acompanhado da mulher Michelle e o filho Carlos Bolsonaro.

De volta à Presidência

O porta-voz Coronel Rêgo Barros disse que Bolsonaro reassumirá o cargo de presidente na manhã desta quarta-feira (30) e vai despachar de dentro do hospital. Foi montado um escritório no Hospital Albert Einstein para que o presidente possa trabalhar.

“A partir de amanhã, às 7h, o presidente reassume a Presidência da República. A despeito de algumas das restrições, ele já se encontrará amanhã em condições. Naturalmente nós tentaremos evitar que esse despacho se faça de maneira rotineira que venha a cansá-lo. Afinal, é um homem que passou pela terceira cirurgia”, afirmou o porta-voz.

Segundo Rêgo Barros, Bolsonaro poderá receber ministros. “Esperamos que os ministros, a partir de amanhã, tenham a possibilidade de despachar com o presidente. Não que necessariamente assim o façam.”

O vice-presidente Hamilton Mourão assumiu a Presidência desde o início da cirurgia e iria permanecer no cargo por 48 horas.

Comente essa notícia

Utilize o seu facebook, para comentar